sexta-feira, 27 de março de 2015

VIAGEM PELA TOSCANA: ROMA - PARTE 2

O COLISEU



Sem dúvida alguma, o Coliseu é de longe o ponto turístico mais conhecido de Roma. Desde os tempos de escola a gente ouve falar deste símbolo do Império Romano, que começou a ser construído no ano 72 d.C pelo imperador Vespasiano, sendo inaugurado oito anos depois, pelo seu filho Tito.


Somente nas paredes externas foram usados, pasmem, mais de 100.000 metros cúbicos de mármore travertino, material posteriormente saqueado ou desviado para construir lugares como a Basílica de São Pedro e o Palazzo Barberini.


Na arena, que chegou a receber 70 mil pessoas, gladiadores lutavam, humanos eram exterminados, acontecia massacres entre animais e até batalhas navais. Para tornar isso possível (as batalhas navais), a água era transportada dos aquedutos de Roma.


Como em muitos pontos turísticos romanos, para entrar no Coliseu também precisamos enfrentar filas. E que filas!!! Some-se a isso o fato da bilheteria ser embaixo da edificação, em um lugar frio e úmido. No inverno então...

                                                  As filas para a compra dos ingressos.
                                                                   
Se você pensa que isso nos faz desistir, a resposta é não!!! Ninguém arreda pé da oportunidade de conhecer esse lugar mágico, lúdico, único. E quando a gente adentra o Coliseu, tudo o que faz é soltar um longo suspiro e dizer UAU!!!! Impossível não ficar impactado(a) com a grandeza e imponência do lugar.



Para construir este colossal monumento, 60.000 escravos judeus trabalharam.



    No século V, um terremoto destruiu grande parte do Coliseu. Muitos imperadores tentaram 
           reformá-lo para reativar o local, sem sucesso, visto que a construção é imensa.  
                                

 Construído sobre o lago da casa de Nero (Domus Áurea), ficou conhecido como Colosseo    
     (Coliseu)  porque ali foi achada a estátua gigante (colosso) do imperador.                                                          

Impossível não ficar deslumbrado(a) com as dimensões do Coliseu nem se perguntar como, naquela época foi possível a sua construção. Como conseguiram tal proeza usando apenas alvenaria? Este e outros questionamentos nos acompanham o tempo todo.


                                    FÓRUM ROMANO



     Centro comercial, religioso e político da Roma Imperial, o Fórum Romano foi durante séculos o   centro da vida pública romana.



MONTE PALATINO


Sendo uma das sete colinas de Roma, em suas encostas foram construídos o Fórum Romano de um lado, e do outro, o Circo Máximo.

                                                         
                                                    Sítio Arqueológico de Monte Palatino
                                       
                                              Novas escavações estão sendo realizadas no local.

Infelizmente, não posso revelar o que nos fez posteriormente dar uma das muitas gargalhadas da viagem.

                                             ARCO DE CONSTANTINO


A curta distância para oeste do Coliseu, o Arco de Constantino foi erguido para comemorar a vitória de Constantino na Batalha da Ponte Mílvio (312 a.C), sendo inaugurado oficialmente em 25 de julho de 315.


Quem vai a Roma e não visita o Coliseu, o Palatino e o Fórum, efetivamente não foi a Roma.


Muitas e muitas coisas deixaram para ser vistas e visitadas em uma próxima viagem a Roma. Assim como nem tudo o que vimos e conhecemos deu para colocar aqui. Três dias não foi suficiente para o tanto de cultura e história que a Cidade Eterna nos presenteia. No dia seguinte, viajaríamos para Siena, com paradas estratégicas em San Gimignano e Montalcino. Assunto de amanhã, no blog. NÃO VAI PERDER!!!!


                                                                       BEIJOS!!!!
                                                          insta @minhaagendaverde

Nenhum comentário:

Postar um comentário