terça-feira, 6 de outubro de 2015

PELO MUNDO AFORA: HALLSTATT, ÁUSTRIA

Ontem eu compartilhei no face um link com o seguinte título: As 32 Pequenas Cidades Mais Encantadoras Para Você Conhecer Antes de Morrer. Lendo o texto e vendo as imagens é impossível não entrar no mundo da fantasia e sonhar, sonhar e sonhar com aqueles lugarejos que mais parecem de mentira, tão lindos que são. 

Foi aí que eu li pela primeira vez o nome Hallstatt. Jamais poderia imaginar que existia essa aldeia localizada na Áustria, mais precisamente em Salzkammergut, Alta Áustria, próxima ao lago Hallstätter. 

Para se ter uma ideia do tamanho do lugar, no censo de 2001 a população local era de 946 habitantes. Não é um charme? É claro que fiquei curiosa e quis saber mais sobre a cidade. A beleza das fotos a seguir justificam o meu fascínio com a descoberta.


Impossível dizer em qual época do ano é mais linda. 


A descrição de quem já foi lá diz que Hallstatt é uma vila pequena, com casinhas rústicas, com vista para um lago tranquilo e cercada por alpes cobertos de neve. Quanto mais leio sobre o lugar, mais tenho vontade de conhecer.


Hallstatt abriga a mina de sal mais antiga do mundo. Na pré-história, cerca de 2000 anos antes de Cristo, o homem já explorava a região. Por sua importância na primeira Idade do Ferro, o período que marca a transição entre bronze e ferro é chamado de Idade de Hallstatt.


Junto com as minas de sal, em Hallstatt também foi encontrado um ossário com 1200 caveiras. Delas, 610 são pintadas com desenhos diferentes, onde cada um deles tem o seu significado. As caveiras são identificadas com a data do falecimento e o nome da família a qual pertencem. Aliás, nas minhas pesquisas sobre o lugar descobri se um nativo quiser ter o seu crânio no ossário e só registrar o desejo em testamento e após 10 anos o crânio será retirado, limpo e pintado, num ritual que se mantém até hoje. 


Um lugar tão lindo assim tinha que ser Patrimônio Mundial da UNESCO. Nem podia ser diferente.


Andar pela cidade até cansar (será que cansa?) deve ser muito prazeiroso. Sentir o clima, desfrutar da gastronomia local, jogar conversa fora e namorar, namorar muito deve ser uma experiência maravilhosa. Impossível não voltar renovado(a) de um lugar assim.


A maioria das casas são do séc. XIV e a coluna é de 1743. É o centro da cidade. Já imagino a delícia que deve ser um chope numa dessas mesinhas em pleno outono.


A cada imagem mais vontade de arrumar as malas. Já pensou um pôr do sol nesse mirante? Só de pensar já fico emocionada.


Dizem que outro passeio imperdível é pegar o funicular (trenzinho) e conhecer uma das minas de sal local. Deve ser mesmo.


 Será que alguma dessas casinhas está disponível para aluguel? Já pensou uma temporada aí? Sei não...


A melhor opção para se chegar a Hallstatt é de carro alugado, mas ônibus também é uma opção. Nesse caso, é só se dirigir à estação de Saltzburg. São duas horas de viagem com paisagens de tirar o fôlego, suponho.


Por ser uma cidade turística, há vários hotéis e pousadas em Hallstatt. Preciso lembrar de reservar antecipadamente?

Minhas pesquisas informam que Hallstatt é a cidade perfeita para o romance, ou seja, é a cidade perfeita para quem quer desfrutar de momentos únicos, apaixonantes e apaixonados. Por esse e outros motivos, Hallstatt, você está na MINHA AGENDA VERDE.


CONSIDERAÇÕES FINAIS: Como já deu para perceber eu estudo os lugares que vou ou pretendo conhecer. Para isso, eu, a louca das listas, anoto tudo, absolutamente tudo sobre o destino. Para cada viagem, uma agenda lotada de informações. Facilita muito saber a história local, os costumes, pontos turísticos, temperatura na época da viagem (importantíssimo), moeda e por aí vai. Assim a gente  aproveita muito mais. BEIJOS!!!


                                                       insta: @minhaagendaverde
                                                       face: Minha Agenda Verde


                    



Nenhum comentário:

Postar um comentário